Post

Publicidade e Robótica, pode isso Arnaldo?

Alguns já devem ter ouvido falar no Arduino, uma plataforma flexível e open-source para desenvolvimento de hardware e software. Os apaixonados por tecnologia provavelmente já pensaram em prover com ele soluções eletrônicas que resolvessem probleminhas do dia a dia. Pra quem não conhece, aqui vai a descrição clássica:

“Arduino é uma plataforma de prototipagem eletrônica aberta baseada em hardware e software flexíveis e fáceis de usar. É destinada a artistas, designers, hobbistas e a qualquer um interessado em criar objetos ou ambientes interativos.”

Sim, você leu “criar objetos e ambientes interativos” no parágrafo anterior. Agora imagine se fosse possível construir as engenhocas da casa dos Jetsons ou as traquitanas de jogos como The Incredible Machine, explorando as possibilidades das máquinas de Rube Goldberg tão utilizadas pelo gato Tom para pegar o rato Jerry. Tudo isso é possível hoje graças a esta plaquinha fabricada na Itália, utilizada como plataforma de prototipagem eletrônica que torna a robótica mais acessível a todos.

arduinoEm resumo, é a ferramenta de “fuçar” definitiva. Tecnicamente, o Arduino é uma controladora lógica programável. Oficialmente, porém, é uma plataforma de prototipagem eletrônica aberta. Aí você diz: “-OK, mas o que isso significa e como eu posso fazer algo útil com ele como, por exemplo, ganhar dinheiro?”

Para eu ou você, o Arduino é como um pequeno computador que pode ser programado para fazer coisas diferentes, e que interage com o mundo por meio de sensores eletrônicos, luzes e motores. Em essência, ele deixa projetos eletrônicos, antes muito complexos e com uma longa curva de aprendizado, acessíveis a qualquer ser humano comum. Desta forma, artistas e pessoas criativas podem concentrar-se em transformar suas ideias em realidade.

Separamos algumas utilizações no mínimo sensacionais dessa tecnologia que só agora começa a ser devidamente aceita e valorizada:

Baker Tweet

Que tal saber a hora EXATA em que o seu quitute preferido acabou de sair do forno? Essa belezinha é capaz de enviar tweets por meio de uma simples controladora com apenas um seletor e um botão. O sonho de qualquer padeiro antenado com as novas mídias.

Cubos de Led

O princípio é similar em diversas aplicações, mas as aplicações com LEDs e Arduino são quase infinitas. Utilizáveis em praticamente qualquer configuração, os pequenos diodos emissores de luz podem transformar um simples ambiente interno em um cenário digno de um filme de ficção científica.

Drones

Sim, você pode construir seu próprio drone (aéreo, aquático ou terrestre) utilizando o Arduino e algumas instruções disponíveis em sites como o DIY Drones e em milhares de fóruns e grupos de entusiastas

Conectividade e expansão

Sendo uma peça de hardware, o Arduino pode operar de forma independente (como um robô), conectado a um computador (desse modo dando ao computador acesso às informações dos sensores do mundo exterior e provendo feedback) ou conectado a outro Arduino ou outro equipamento eletrônico ou chips de controle. Praticamente qualquer coisa pode ser conectada e a única limitação são sua imaginação e boa vontade em dispensar algum tempo e esforço para aprender algo novo, além da disponibilidade de componentes. Se você pode pensar em algo, o Arduino pode fazê-lo.

 

Versatilidade e custo

Uma unidade oficial completa custa US$ 50 — muito menos que outras plataformas micro controladas, o que faz esses pequenos milagres da eletrônica serem acessíveis a hobbistas e instituições de ensino. A linguagem de programação com a qual você trabalha é incrivelmente simples e deve ser familiar a qualquer um que tenha experiência com Java ou linguagens similares. (Ela é, na realidade, baseada na Processing). O Arduino é uma fantástica ferramenta de aprendizagem, com a qual você pode experimentar com eletrônicos e aprender as fundações.

Quer saber mais? Dê uma olhada neste curto documentário sobre o Arduino que vai um pouco mais fundo dos bastidores e motivações da criação do projeto. Muito dele está em italiano porque, se o nome não lhe deu a pista, o projeto teve início na Itália. Gostou muito do assunto e quer ver ainda mais projetos malucos? Dê uma olhada nesses links:

 

  • 2011 - Sala Um Comunicação Integrada